top of page
  • Foto do escritorPsicólogo Flávio Torrecillas

Chefe Narcisista

Você tem percebido que sua relação com seu superior não é das mais saudáveis. Mesmo se esforçando ao máximo no trabalho, raramente recebe reconhecimento e, em vez disso, constantemente enfrenta críticas. É como se tivesse que tomar extrema precaução em tudo o que faz, cuidar de cada palavra dita, e constantemente se sente diminuído, tentando esconder a ansiedade que surge diariamente apenas por estar na presença dele.

É possível que você já tenha percebido, mas é provável que seu chefe apresente sintomas de Transtorno de Personalidade Narcisista (TPN).

Geralmente, um chefe narcisista demonstra ser insensível, frio e carente de consideração e respeito pelos outros. Eles são obstinados e implacáveis em suas interações. Movidos pelo desejo de controle, eles tendem a micro gerenciar o trabalho de seus subordinados. Além disso, esperam uma lealdade incondicional, mesmo que isso signifique que seus funcionários tenham que sacrificar seus próprios valores e crenças. Eles também esperam favores pessoais e benevolência de seus subordinados.

No entanto, a descrição de um chefe narcisista vai além disso. Aqui estão algumas das características mais típicas que eles exibem no dia a dia.

Falta de empatia para com os funcionários Um dos sinais mais comuns de um chefe narcisista é a falta de respeito e indiferença com relação aos sentimentos e necessidades de sua equipe. Eles podem não mostrar qualquer consideração por você como pessoa. Não importa se você está sobrecarregado de trabalho ou não se sentindo bem no dia, você é tratado de forma desumana, como se seus problemas não importassem: "E daí? Esse não é o meu problema - lide com isso." Você é tratado como uma mera mercadoria.

Esse tipo de chefe pode até tentar explorar você sem levar em conta seus direitos, exigindo horas extras ou solicitando que você utilize seu carro para atividades da empresa, muitas vezes sem uma compensação adicional.

Há uma exceção para essa descrição, e é se você faz parte do pequeno círculo dos "favoritos" do chefe narcisista.

A maioria dos chefes narcisistas tem uma necessidade intensa de ser o centro das atenções, e eles o fazem ao dominar as reuniões, apresentações, conferências telefônicas e qualquer forma de comunicação por e-mail. Durante essas atividades, eles fazem questão de lembrar às pessoas de suas conquistas e vitórias, enfatizando por que suas ideias são brilhantes e merecem destaque e consideração especial. Alguns deles chegam até a insultar e humilhar os outros para ganhar um argumento ou mostrar superioridade. Essa atitude também os faz sentir mais poderosos e influentes do que os demais.

Alguns chefes narcisistas têm o hábito de enfatizar seu nome e status. Eles gostam de mencionar o prestigioso diploma que possuem, a renomada instituição de ensino que frequentaram, os grupos exclusivos aos quais pertencem, as pessoas VIPs com quem convivem, os projetos grandiosos em que estão envolvidos e os elogios entusiasmados que receberam de figuras importantes. Constantemente, eles buscam parecer importantes, construindo uma imagem exagerada e ampliada de si mesmos.

Os escritórios desses chefes narcisistas são verdadeiros santuários de autopromoção: placas de identificação douradas na mesa, prateleiras repletas de prêmios e troféus, paredes cobertas de credenciais, certificados, reconhecimentos, fotos ao lado de pessoas de status especial e imagens de conquistas "heróicas" ou "aventureiras". Embora não haja nada de intrinsecamente errado em exibir suas realizações, o narcisista patológico tende a exagerar. Eles querem garantir que você fique impressionado.

Além disso, muitos chefes narcisistas são incapazes de se relacionar com os outros como iguais. Eles alternam entre assumir uma postura de superioridade ou inferioridade, dependendo da pessoa com quem estão lidando. Quando estão com alguém que percebem como superior, adotam uma posição de submissão. Por outro lado, quando estão com alguém que consideram inferior, adotam uma postura arrogante e superior.

Essa postura que o chefe narcisista assume é calculada para manipular a outra pessoa e conseguir o que deseja. O relacionamento para um chefe narcisista é sempre baseado no que ele pode ganhar ou obter dessa interação. Eles não têm empatia, compaixão ou humanidade para tratar as pessoas simplesmente como seres humanos. Um sinal característico de um chefe narcisista é explorar você atribuindo tarefas que vão além de suas responsabilidades. Isso pode incluir fazer recados pessoais, trabalhar em projetos não essenciais, executar tarefas inadequadas ou assumir responsabilidades que não deveriam ser suas. Tudo isso acontece sem reconhecimento ou compensação adequada.

Além disso, os chefes narcisistas têm uma tendência a provocar e espalhar emoções negativas para chamar a atenção. Isso os faz sentir poderosos, enquanto você fica inseguro e na defensiva. Eles se incomodam facilmente com qualquer falta de atenção, seja real ou percebida. Se você discordar de suas opiniões ou não atender às expectativas deles, podem ter explosões de raiva. Os narcisistas costumam julgar, criticar e ridicularizar rapidamente. Alguns deles até abusam emocionalmente, fazendo você se sentir inferior a eles. Essas atitudes inflamam seu ego frágil e os fazem sentir-se melhores consigo mesmos. Chefes narcisistas são avarentos quando se trata de elogios. Eles acreditam que reconhecer os outros por um trabalho bem-feito diminui seu próprio poder e ameaça seu prestígio pessoal. Quando fazem algum tipo de reconhecimento, é sempre para reforçar sua própria liderança brilhante sobre a pessoa.

Esses chefes narcisistas se apropriam dos méritos conquistados por outras pessoas para promover seus próprios planos ambiciosos e aumentar sua reputação. Alguns chegam a roubar completamente ideias, apresentando-as como se fossem suas. Com frequência, ouço relatos de clientes que têm chefes narcisistas dizendo: "Apresentei uma ideia ao meu chefe e ele imediatamente a apresentou como se fosse dele".

Em geral, eles só elogiam quando precisam ou querem algo de você. Não valorizam sua dedicação e trabalho árduo, a menos que você seja importante para eles. Caso contrário, você é simplesmente ignorado. Além disso, se você se destacar muito no trabalho e seu desempenho começar a ofuscar o deles, um chefe narcisista o verá como uma ameaça e fará o que for necessário para diminuir seu brilho. Eles não hesitam em tomar medidas drásticas. Por exemplo, podem dar instruções confusas de propósito e em segredo para sabotar um membro da equipe e fazê-lo ter um desempenho ruim, questionando publicamente a competência desse funcionário quando este reclamar que estava apenas seguindo as instruções do chefe narcisista. Isso pode levar a duas consequências: a pessoa pode sentir vergonha, perder a confiança em suas habilidades e questionar seu próprio valor, ou pode sentir a necessidade de compensar qualquer falha em si mesma trabalhando ainda mais para provar seu valor para a empresa.

Alguns chefes narcisistas acreditam que estão acima das normas éticas e das regras, considerando-se especiais. Eles tendem a encurtar caminhos e tomar atalhos para obter vantagens sobre os outros e o sistema em que trabalham. Isso se reflete em comportamentos como abusar de despesas, falsificar relatórios de produtividade e adotar estratégias de marketing antiéticas. Muitos narcisistas têm a convicção de que estão acima da lei e não precisam obedecer a certas regras.

Esses chefes narcisistas são sensíveis a críticas e têm o hábito de culpar os outros. Eles reagem intensamente a qualquer feedback negativo, mesmo que seja justificado e razoável. Isso ocorre porque sua identidade narcisista é idealizada, superior e desconectada da realidade. Ao se sentirem ameaçados, podem reagir de forma verbalmente agressiva, com ataques de raiva, minimizando ou demonstrando indiferença às críticas, recusando-se a aceitar desculpas e atribuindo a culpa a outras pessoas ou a eventos externos, a fim de evitar assumir responsabilidade e encobrir suas próprias deficiências. No fundo, eles sempre procuram culpar os outros.

No que diz respeito à contratação de chefes narcisistas, as empresas e organizações devem ter políticas de recursos humanos adequadas para lidar com esse tipo de personalidade difícil. Isso inclui a implementação de procedimentos sólidos durante o processo de recrutamento e seleção, entre outras etapas.

Infelizmente, muitos profissionais de recursos humanos não receberam treinamento adequado nem estão preparados para identificar e lidar com pessoas que sofrem de transtornos de personalidade, como o narcisismo. Geralmente, o problema só é percebido depois que o chefe narcisista já está gerenciando uma equipe. Nesse momento, surgem problemas que não podem mais ser ignorados, como intimidação ou conflitos insolúveis aparentes. O chefe narcisista utilizará seu poder e habilidades de persuasão para contornar o problema ou convencer os outros de que se trata apenas de um "simples conflito de personalidades".

É essencial que os profissionais de recursos humanos aprofundem seu trabalho, coletando depoimentos dos demais membros da equipe e se informando sobre como identificar ou buscar ajuda externa de profissionais competentes no tratamento de pessoas com Transtorno de Personalidade Narcisista (TPN). Dessa forma, será possível chegar a uma conclusão rigorosa e justa para os demais membros da equipe e para a empresa como um todo, evitando a manipulação habilidosa do chefe narcisista e descobrindo a verdade sobre o que está acontecendo.

70 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page