top of page
  • Foto do escritorPsicólogo Flávio Torrecillas

O Peso da Culpa nas Vítimas de Narcisistas:

A convivência com o narcisismo transforma a frustração em um constante companheiro. Sob a dominação do narcisista, a vítima se esforça diariamente para atender às necessidades do parceiro sem sucesso. Ela busca respostas que expliquem a hostilidade sem razão, questionando por que nada de positivo que faz parece compensar os supostos "defeitos" que o narcisista tanto enfatiza.

Essa busca por respostas leva a vítima a desenvolver um intenso sentimento de culpa, que cresce como uma infecção não tratada, evoluindo para algo mais grave.

Tudo isso tem suas raízes na infância!

Quando crianças, aprendemos a distinguir entre o certo e o errado, o bem e o mal, e a ideia geral de que a vida recompensa o bom comportamento. Crianças que se comportam bem na escola e em casa são recompensadas com presentes no Natal, enquanto aquelas que desobedecem são deixadas de lado. As crianças malcriadas não ganham sobremesa, e ladrões vão parar na prisão. Pessoas boas têm finais felizes, enquanto as más terminam sozinhas e doentes. As crianças boas recebem o amor de suas famílias, enquanto as más não merecem amor.

No caso de uma vítima de um narcisista, o amor se transforma em uma moeda de troca que precisa ser negociada para ser desfrutada.

A vítima acredita que, se não ganhar o amor, será abandonada. Ela tenta entender por que sua vida é tão diferente das histórias de contos de fadas, filmes, novelas e comerciais de TV, que sempre têm finais felizes, enquanto sua própria história parece desprovida de felicidade.

Na infância, a capacidade de interpretação da vítima estava, em grande parte, restrita à dinâmica com seus pais, já que muitas famílias mantêm comportamentos inconsistentes, consciente ou inconscientemente, fazendo com que as crianças se sintam responsáveis pelo tratamento que recebem.

Com o tempo, essa criança internaliza a mensagem de que é intrinsecamente má ou falha. Ela cresce acreditando que não é digna de amor, nem mesmo da própria família. Esse sentimento de culpa se torna uma carga que a vítima carrega, da infância até a vida adulta, persistindo mesmo até a sepultura.

A culpa está sempre presente na vida da vítima. Ela se sente culpada pelas emoções do parceiro narcisista, por como ele a faz se sentir e por estar presa a esse sentimento. Assim como qualquer sentimento autodestrutivo cultivado ao longo dos anos, a culpa precisa ser superada.

Liberar-se do peso da culpa é uma experiência catártica, assemelhando-se a retirar uma máscara de ferro que foi usada à força por décadas.

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

TERAPIA É UM PROCESSO DE "CURA"

A terapia representa uma caminhada significativa em direção ao autodescobrimento e renovação pessoal. Este percurso, embora repleto de desafios, é fundamentado na dedicação contínua, na paciência para

Narcisismo Oculto e Mídias Sociais

Em nossa era digital, as mídias sociais se tornaram um espelho ampliado da sociedade, refletindo as complexidades, as belezas e, por vezes, as sombras de nossa natureza humana. Entre essas sombras, o

Commentaires


bottom of page