top of page
  • Foto do escritorPsicólogo Flávio Torrecillas

Por que sinto falta do meu ex narcisista?

Sentir falta do meu ex narcisista é uma montanha-russa emocional que me deixa perplexo. Eu me pego pensando por que, apesar de todos os danos causados, ainda anseio pela presença dessa pessoa.


É um sentimento confuso e contraditório, mas existem razões profundas que explicam essa falta que sinto:

Uma das razões é a idealização inicial que ocorreu no começo do relacionamento. O ex narcisista sabia como cativar, encantar e seduzir. Sua habilidade em criar uma imagem idealizada de si mesmo me deixou impressionado. Lembro-me das palavras doces, do charme irresistível e da promessa de um amor perfeito. Essa idealização inicial criou uma impressão duradoura em minha mente, alimentando a saudade do que parecia ser.

Além disso, existe uma dependência emocional que se desenvolveu durante o relacionamento. Os narcisistas têm o poder de manipular e controlar emocionalmente seus parceiros. Eles usam táticas como a gaslighting, diminuindo minha autoestima e me isolando socialmente. Essa dependência emocional é difícil de quebrar, mesmo quando sei racionalmente que não era saudável. A falta que sinto pode ser resultado dessa dependência, como se uma parte de mim ainda estivesse presa em suas garras.

A familiaridade e a rotina também contribuem para a saudade. Apesar dos momentos tóxicos, havia interações regulares, lugares que frequentávamos juntos e atividades compartilhadas. Essa rotina agora vazia deixa um espaço que parece impossível de preencher. A falta de sua presença cria um vácuo em minha vida, mesmo que eu saiba que é melhor estar sem alguém que me machuca.

Há também uma esperança persistente de que meu ex narcisista possa mudar. Uma parte de mim quer acreditar que a pessoa que eles pareciam ser no início do relacionamento ainda existe, enterrada sob camadas de narcisismo. Desejo que eles possam se tornar a pessoa que eu queria que fossem, mesmo sabendo que é improvável. Essa esperança ilusória mantém viva a saudade e dificulta o processo de seguir em frente. Por fim, o ciclo de abuso desempenha um papel crucial na falta que sinto.


Os relacionamentos com narcisistas seguem um padrão repetitivo de amor-bom e abuso emocional. Durante os momentos de amor-bom, eu me agarrava à pessoa amorosa que eles pareciam ser, ignorando o abuso que sofri. Esses momentos de ternura e conexão criaram um apego emocional difícil de romper, tornando a saudade ainda mais intensa.

Reconhecer e entender essas razões é um passo importante para a cura e para construir relacionamentos saudáveis no futuro. Embora eu sinta falta do meu ex narcisista, devo lembrar que mereço um amor verdadeiro, baseado no respeito, na empatia e na reciprocidade. É um processo de cura contínuo, mas estou determinado a me libertar dessa saudade e encontrar a felicidade que mereço.


600 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page