top of page
  • Foto do escritorPsicólogo Flávio Torrecillas

Quando a Vítima se compara com a Atual do Ex Narcisista

Quando o(a) narcisista entra na vida de alguém, mesmo se a pessoa tiver uma autoestima legal, ele(a) chega na vida dessa pessoa e começa a mostrar as "referências" dele(a), ele(a) começa a "medir" essa pessoa.


O(a) narcisista passa a apresentar "a régua" dele(a) dizendo:


"você é linda",

"você é maravilhosa",

"você é perfeita",

"você é incrível",

"você é sensacional",

"nunca ninguém te amou como eu",

"eu te amo muito",

"você me faz muito bem".


Assim, os valores da vítima começam a ser medidos pela régua do(a) abusador(a). Tudo o que a vítima pensava sobre ela mesma, começa a ser deixado de lado, ela(e) passa a pensar da seguinte maneira: "eu não me achava suficiente MAS AGORA tem uma pessoa ao meu lado que me ama muito então, o meu valor é alto", ou seja, é como se usássemos uma escala de medição que antes a pessoa estivesse vendo pouco valor (um nível de valor baixo) e, de repente, surge o(a) abusador(a) que mostra que a pessoa está enganada, ele(a) mostra que ela(e) tem muito valor, ele(a) passa a dizer:


"você é muito bonita(o)",

"você é muito incrível",

"você é muito inteligente",

"você tem um corpo lindo",

"você é muito legal"


E a vítima se convence pois o(a) abusador(a) coloca a autoestima dela "lá em cima". A vítima, então, passa a acreditar que a "régua de medição" do(a) narcisista é a "régua real". A vítima acredita em tudo o que o(a) abusador(a) fala por conta da "imagem bonita" que ele(a) tem da vítima e ela(e) esquece a "imagem antiga" que ela(e) tinha sobre ela(e) mesma e passa a adotar essa "nova imagem" que o(a) narcisista passa a exaltar.


Acontece que essa mesma pessoa que fez com que a vítima deixasse de lado essa "régua de medição", onde ela(e) tinha uma imagem desvalorizada sobre si mesma(o), é a mesma pessoa que, num determinado momento da relação (quando começa a etapa da desvalorização e do descarte), passa a falar coisas do tipo:


"você não é tão boa",

"você é estranha",

"você está feia",

"você é insegura",

"você está engordando",

"você é chata",

''você é irritante".


Então, quando a vítima ouve isso, ela(e) passa a acreditar pois quem está validando, quem está fazendo a análise sobre ela(e) é a mesma pessoa que um dia olhou para ela(e) e "colocou ela(e) lá em cima".


Os narcisistas fazem um jogo de manipulação tão bem feito que a vítima não passa a questionar sobre as coisas que ele(a) está dizendo, ela(e) simplesmente acredita!

Assim, quando o(a) narcisista coloca outra pessoa no lugar dessa vítima (quando ele(a) descarta e arruma uma nova fonte de suprimento), onde a nova vítima também será "medida pela mesma régua" (onde a nova fonte de suprimento é maravilhosa(o), inteligente, incrível, sedutora(o), brilhante, competente, boa com as pessoas, capaz, admirável, legal, etc), a vítima que foi descartada se vê "lá embaixo" dessa régua de medição, ela(e) simplesmente olha e acredita que o valor dela(e) é baixo, ela(e) pensa que é inadequada(o).


A invalidade dessa vítima fica em relação ao outro ponto de medição e ela(e) passa a se sentir muito mal em relação ao outro "objeto" que está sendo analisado. Isso cria na cabeça da vítima que foi descartada uma ideia de que a atual vítima "é muito melhor do que ela(e)".


A vítima anterior passa a buscar informações sobre a vítima atual achando que o(a) narcisista escolheu ela(e) porque "ela(e) estudou fora", ou porque "ela(e) fala outra língua", ou até mesmo porque "ela(e) tem o cabelo loiro", "ela(e) gosta da natureza", "ela(e) gosta de crianças" e a pessoa começa uma busca de tentar entender porque os valores dela(e) não atingiram a "medição" feita pelo(a) narcisista.

Acontece que essa "nova vítima" uma dia também será colocada "lá embaixo" pelo(a) narcisista, porque, na verdade, o instrumento de medição que eles criam, são


FORMAS DE MANIPULAR E DIMINUIR A IMPORTÂNCIA E O VALOR DAS PESSOAS - NÃO SÃO REAIS!


A vítima acredita nessa exaltação que o(a) narcisista faz pois é algo muito intenso, ele(a) usa outras pessoas como comparação fazendo com que ela(e) fique comparando coisas como inteligência, sucesso, beleza, capacidade em relação à vítima anterior pois, ele(a) faz isso, ele(a) cria essa dinâmica. Esse jogo de abuso faz com que a vítima permaneça tentando entender aonde está o valor dela(e).


O mais importante nisso tudo é a vítima buscar o autoconhecimento para compreender que o seu valor NÃO ESTÁ NAS MÃOS, NA MENTE E, MUITO MENOS, NA "RÉGUA DE MEDIÇÃO" DO(a) ABUSADOR(a)! A vítima apenas se deixou levar pela manipulação feita pelo(a) narcisista.


Desacreditar em algo não é um processo simples pois quando a pessoa acredita em algo ou alguma coisa, ela(e) precisa de outra crença QUE QUEBRE A ANTERIOR.


Reconstruir-se não é um caminho simples porque o que foi feito com a vítima não deixou de ser uma "lavagem cerebral" pois ela(e) foi levada a acreditar em tudo o que ela(e) pensava sobre si mesma(o) e que uma outra pessoa "entendia" mais dela(e) do que ela(e) mesma(o) e, agora, essa vítima precisa trilhar um caminho reverso.


Entender sobre o tema "narcisismo" é muito importante para a pessoa começar uma jornada de recuperação onde ela olha e entende que deixou que os valores dela fossem administrados por uma outra pessoa e essa pessoa é uma fraude.

Entender quem a pessoa é, os motivos que fizeram ela "se deixar levar" e comparar com os princípios e valores que ela aprendeu durante a vida dela, fará com que essa pessoa crie uma base sólida e passe a reconhecer quem ela é e os valores que, de fato, que ela tem.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Dissimulação do Narcisista: A Arte da Mentira

O narcisista faz da mentira seu hobby favorito, e ele não poupa esforços para enganar a vítima e todos à sua volta. Para ele, suas próprias vontades e desejos estão acima de tudo, e ele não hesita em

A Ausência de Compreensão do Narcisista:

A empatia é a habilidade de compreender e compartilhar os sentimentos dos outros. Pessoas comuns utilizam a empatia para expressar o amor e o respeito que têm uns pelos outros. A empatia fortalece os

Cortando Contato com o Narcisista:

Cada briga e discussão com o narcisista faz a vítima se sentir pequena, solitária e vazia. Ao contrário de pessoas equilibradas psicologicamente, o narcisista nunca pede desculpas por tratar alguém de

Comentarios


bottom of page